New Translator....

Seguidores

terça-feira, 11 de julho de 2017

Cio


Cio

Num lençol de quatrocentos fios egípcio
Trás contigo todo o meu pior vicio
Quero tua nudez alva em imagem precipício
Onde caio de boca no vértice de pelos inicio
E você me olha calada e eu faço um comício
Dizendo da perene paixão que entre nos indicio
De fome de prazer com vontade de meretrício
Onde és a mais aguda e requisitada sempre no cio

Ulisses Reis®
11/07/2017

Para Mariângela

Latente

Latente

Ser que sempre trouxe a maternidade latente
Eu sou e serie sempre não mais um, sim tenente
Pois a você dedico elogio e um amor muito presente
E quando te vejo mãe fico feliz e em festa, não ausente
Loirinha que esta em dificuldade, esperança e contente
 Porque tua forma e inteligência vai te deixar valente
Mais ainda pois sei que coragem é contigo diamante
O qual nada quebra só aperfeiçoa, tu és resistente

Ulisses Reis®
03/07/2017
Sheila Magrinha

Diga e Grite

Diga e Grite

Sei que muita coisa mudou, mas teu jeito não
Pode me dizer que continua a mesma ou não
Mas só sei que meu pensar de ti foge não
E esse teu olhar menina, nada mudou não
Que bom jeitinho de Sheila eu sei fascina deixa não
Porque valorizo também mulher forte, vai não
Fica pertinho mesmo que seja dessa maneira ou não
Magrinha, deslizo ainda muito a ti carinho, cala não
Diga que tua é esperança e queria sentir, fuja não
Sei que muita coisa mudou, me diga e grite outras não!

Ulisses Reis®
03/07/2017
Para Sheila Magrinha

Boca Tango

Boca Tango

Tuas curvas são ritmo de samba, tua boca tango
Nela desliza vermelho e cria uma química e rango
Onde a fome se junta à vontade de beijo e desejo
No olhar tu és faminta de paixão, tesão com festejo
Deixando teu colo com volúpia de mulher e Lolita
Tuas fotos revelam que tu tens conjunto e não limita
Como usa teu saber de sedução como arma e violão
Onde tu mesma tocas cada instante uma grande canção
Envolvendo o fotografo em exuberante imagem
E assim sendo você Musa que é toda selvagem
Sempre deixando um olhar de lado querendo prazer
Pois sente excitação quando fotografa bela ao fazer
Então tua boca dança tango e você que homens faz rango

Ulisses Reis®
03/07/2017
Para Julie Xavier 

Boca e Química

Boca e Química

Na tua boca meu destino iguala a tua química
Nela fascinante batom vermelho alucina
Deixando meu ser vagante totalmente teu
Gosto da tua boca perto beijo faiscante única
Faz-me bem beijo vermelho e fascinante significa
Que tua boca ocupada da minha é pimenta ardida
Então venha e bom dia e ao longe pisa areia
E queima a pela branca com abomina mira
E voltas correndo e me diga agua fria

Ulisses Reis®
03/07/2017
Para EU

Você

Você

Você, sinto teu cheiro distante
Você, vejo teus olhos vibrantes
Você, nunca sou surdo ou falante
Você guarda minha’lma viajante
Você trás meu coração de amante
Você guarde o teu dentro do meu

 Ulisses Reis®
24/06/2017
Para Kity Araújo

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Penso

Penso

Penso que chegou o inverno
E o sol que se distancia do hemisfério
Deixa tudo mais frio, falta uma taça de vinho
Entre teus lábios que ficam carmim
Falta a intensidade da tua beleza
Da tua fúria solar de verão
Fica para trás tudo menos o carinho
Do silencio ao ouvir o vento crespo
Das noites limpas e céu de estrelas
Das noites frias e gélidas mais belas
Não a respostas a ti que te acalme
A sim, perguntas de ti que me reclamas
Um olhar, uma cadeira e o ladear-te
Me dê sua mão

Ulisses Reis®
21/06/2017


Para Suzana Guimarães 

Languida

Languida

Onde o inverno inicia tua contemplação
Nos olhos profundos e na fria noite devoção
Onde tua boca vagava era só distração
Nos lábios, pura revolta do coração
Aonde vai minha Rainha com esse sorriso
Deixa que o frio dilua a revolta e emoção
Mulher você só cresce a cada distúrbio
A cada tempestade tua fúria embeleza
Teu ser e corpo são templos mágicos
Onde o sagrado e o profano misturam
E nas madeixas negras escorre luxuria
E o tesão reencontra a languida paixão

Ulisses Reis®
21/06/2017

Reggina Moon