New Translator....

Seguidores

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Menina inocente

Menina inocente

Ela anda de pés descalços menina inocente
Ela transborda em todos a boa magia ciente
Deixando de lado tudo que é desleixado
Pois ela é de enfeitiçar cego pelo tato
Ferve como a mais deliciosa fogueira
Não se iluda com o olhar de mocinha
Pois te pega e lhe degusta amanha inteira
Depois que soltar a libido, o par é presa!
Esse ser que te domina e homem é sobremesa
Pois vai ser ali mesmo que terá surpresa
Ela se enrosca e será corpo e alma ardente
Não adianta lembrar da menininha singela
Pois tu agora caíste nos beijos dessa adolescente
Pensavas tu que era uma mocinha sem feitiço
Ela tem nos lábios e nas curvas, aguardente!
Saboreou um beijo deixou de ser valente
Agora ela lhe deixa gemendo e carente
Mas como ela que escolhe recebe o presente
Que é sentir como se queima sem ferir
É ter a respiração ofegante se desistir
Desfalecer suando e ela no teu corpo flutuando

Ulisses Reis®
01/05/2012



Um comentário:

Deh... disse...

Mas que delicia... isso sim é uma Bela MULHER....

Lindo poema, linda imagem

Bjssss