New Translator....

Seguidores

terça-feira, 24 de março de 2009

O Corvo

O Corvo

Quando esse brilho é agudo

É o amor desfazendo a escuridão

Que habitava o coração

Socorro, isto era um corvo

Negro que impregnava

Não deixava

A luz do teu brilho

Que queria e iluminava

Antes vazio, mentira havia algo

Dor

Das bicadas do corvo bravo

Que na falta de luz

Dominava

Esse peito que tu amava

De longe e perto queria

Com a luz própria que

Trazia, ver iluminado

E bem habitado e de

Lá o corvo, ver em

Revoada

Aqui agora sereno e com tua luz

Vive por ti apaixonado!

Ulisses Reis®

21/03/2009



Um comentário:

Simone Reis disse...

Lindo !!!!!!!!!!!!!!
Que descrição fantástica !!!!!!!!
Beijos......