New Translator....

Seguidores

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Morena de Lisboa


Morena de Lisboa

Lisboa te guarda
Olhos penetrantes
Surgem em pecados
São os teus que despertam
Em mim proezas
Serenos e atraentes
Veio-me contente
Clareia
No sol vontades
Esses olhos mágicos
Tudo que é beleza
Deve ser no fitar
Princesa
De gosto e limites
Que cá saboreio
Tua pele branca sereia
Esses olhos me agarram
Prisioneiro sou, vem perto!
Te beijo
Que olhos eu vejo
Lisboa guarda ali frente ao Tejo!

Ulisses Reis®
04/01/2009

2 comentários:

Anônimo disse...

Lindo poema e a imagem de uma amiga comum tbm ficou divina!!

Flor disse...

adorei ver ai minha foto obrigada amigo.. te adoro...