New Translator....

Seguidores

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Esse bem

Esse bem

Eu sei, tinha um gosto

Quase acre-doce

Era o meu oposto

A febre dela estava no rosto

No seio também muito gostoso

Minha língua descia o pescoço

Roçava e gemia era serpente

Meus olhos, louco reluzente

Cabelos vermelhos, atiça

Sentia no ar pura preguiça

Distribuía sabores, aberta

Suspeito feito eu moreno

Me achava moço bonito

Nenhuma palavra foi dita

Bebia do cálice dessa bendita

Mudo, ressuscito, não no crepúsculo

Ergue e socorre minha aurora

Que faz um bem outrora

Na hora certa vou embora

Ulisses Reis®

18/11/08



Um comentário:

isabella disse...

oi querido!!! adorei!!!!!obrigada por vc me colocar aí no seu blog rsrs ameeeeeeeeei ficou lindo.bjOs