New Translator....

Seguidores

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Rastros inflamados

Rastros inflamados

No repente teu corpo e o dele
Destino, não elogio e fome!
No toque teu desatino é fino
E teu calor perigoso sino
Na tua leitura geográfica
Curvas e morros fantásticos
No escurinho gemido e sabor
Nas mãos desafios e ardor
Decifrando teus lados e sons
Frenesi em beijos safados
Com a boca colada e lânguida
E ao fazer dele tela para arte
Você desenha com língua e unha
E rasgando o perfume e sorvendo
Cada gota de suor do peito
Abusa dele como querendo viver
E nele faz a vida eclodir e fazer
Cada minuto muito valer
Repousa teu ser sobre o dele
Sentindo o coração vibrar e bater

Ulisses Reis®
21/06/2011

Para Marly Bastos

Um comentário:

LOIRINHA KSADA... disse...

"Repousa teu ser sobre o dele
Sentindo o coração vibrar e bater"...
Poeta ... chegando neste finalzinho, meu coração meu coração disparou numa carreira.... rsrs Porque eu parecia estar sentindo ... esse outro coração bater... é lindo isso.... Bjs Bjs Bjs